Fruticultura no Vale do São Francisco

A produção de manga na região Nordeste do Brasil iniciou-se nos anos 80, no Vale do Rio São Francisco, a partir de investimentos do Governo Federal em projetos de irrigação nas cidades de Juazeiro/BA e de Petrolina/PE, com a utilização das águas do Rio São Francisco, o maior rio genuinamente nacional.

Além da fartura de água para irrigação, as condições climáticas do Vale do São Francisco são ideais para a produção de frutas, uma vez que a constante presença de sol e temperaturas elevadas permitem a produção e colheita 365 dias do ano.

A região do Vale do São Francisco tem crescido consistentemente na área de fruticultura irrigada e, parte relevante da produção passou a ser destinada ao mercado externo, principalmente Europa e Estados Unidos, regiões que, cada vez mais, têm aumentado a demanda por frutas frescas com padrões de qualidade previamente definidos e certificados.

Observa-se, na última década, um aumento significativo na demanda por consumo de frutas “in natura”, notadamente no mercado externo, o que tem incentivado importadores e redes varejistas de alimentos internacionais a buscarem parceiros para supri-los, de forma regular e em todos os meses do ano, com produtos cujo o padrão de qualidade é o exigido por seus consumidores.

A região do Vale do São Francisco possui diferenciais relevantes na produção de mangas, considerando-se que a tecnologia da agricultura irrigada, aliada a técnicas de cultivo de adensamento, geram maior produtividade por hectare, e permitem o suprimento de frutas com o mesmo nível de qualidade durante todos os meses do ano.



LOCALIZAÇÃO DO VALE SÃO FRANCISCO


visualizar no Google Maps